Idioma:

Condições em fábricas de iPad estão melhores, segundo ONG

16 de fevereiro de 2012 | Em Notícias | 498 visualizações | Por

Clique e compartilhe: 


As condições de trabalho nas fábricas chinesas onde os iPads e iPhones da Apple são produzidos estão bem melhores em relação a unidades têxteis e demais instalações em outras regiões do país, segundo o presidente de uma associação sem fins lucrativos que investiga o assunto.

fabrica ipadA Fair Labor Association (FLA) está começando a estudar as condições de trabalho dos oito maiores fornecedores da Apple na China, após relatos de suicídios de funcionários, uma explosão e condições de escravidão envolvendo o grupo Foxconn.

Auret van Heerden, presidente da FLA, não apresentou conclusões imediatas sobre as condições de trabalho, mas assinalou que tédio e alienação podem ter contribuído para o estresse que levou alguns funcionários ao suicídio.

Além da Foxconn, investigadores da FLA visitarão instalações da Quanta Computer, Pegatron, Wintek e outros fornecedores, que costumam ser discretos quanto às operações.

Após as primeiras visitas à Foxconn, van Heerd disse que “as instalações são de primeira classe; as condições físicas são muito, muito acima da média normal”.

Ele passou vários dias visitando unidades da Foxconn para se preparar para o estudo.
“Fiquei surpreso ao entrar no pátio da Foxconn, quão tranquilo ele é comparado a uma fábrica de roupas”, afirmou. “Então os problemas não envolvem o ambiente nocivo de uma unidade têxtil. É mais uma questão de monotonia, tédio e, talvez, alienação”.

Segundo ele, a associação tem lidado com suicídios em fábricas na China desde os anos 1990.

“Você tem muitas pessoas jovens, vindas de áreas rurais, longe das famílias pela primeira vez”, disse van Heerd. “Eles saem de um ambiente rural para um meio de vida industrial, frequentemente intenso, e isso é um grande choque para estes jovens”.

Van Heerden refutou a ideia de que a associação possa traçar um perfil positivo para os fornecedores da empresa norte-americana.

Companhias que se filiam à FLA se comprometem rigorosamente, sendo que seus interesses são avaliados por organizações não-governamentais e mais de 200 universidades que fazem parte da organização.

“A Apple não precisava entrar para a FLA”, disse ele. “O sistema da FLA é muito rígido, e envolve visitas não anunciadas, acesso irrestrito e relatórios públicos”.

Cerca de 30 funcionários da FLA farão visitas a duas fábricas da Foxconn em Shenzhen, no sul da China, e uma na cidade central de Chengdu. Cada fábrica tem cerca de 100 mil trabalhadores, embora nem todas envolvam produtos da Apple.

.

Com informações de info.abril.com.br

Webdesigner, Técnico em Hardware e Técnico em Mecatrônica.



Deixe seu comentário

Um pouco sobre nós

    O Grupo Dicas em Geral surgiu em 2007 a partir de idéias inovadoras sobre solução de problemas enfrentados diariamente por quem utiliza a Tecnologia e Informática, tanto usuários comuns quanto técnicos. Mas onde surgiu, por quê e qual é o propósito deste site?

Clique aqui e conheça!

Siga o Dicas em Geral no Google+

Vídeo da Semana